Consultas de Podologia nos cuidados primários podem reduzir número de amputações por pé diabético

A Associação Portuguesa de Podologia (APP) alerta para a necessidade premente da criação de consultas de Podologia no Serviço Nacional de Saúde, para pé diabético, uma situação que, de acordo com as estimativas, é responsável pela realização de duas amputações por minuto a nível mundial, sendo 85 por cento destas precedidas por úlceras. Esta mensagem surge no âmbito das V Jornadas do Pé Diabético, que a APP vai realizar a 13 de novembro, no Porto, e do Dia Mundial da Diabetes, que se assinala a 14 de novembro.

 

“Os números de diabéticos, de pé diabético e de amputações continuam crescentes. Há necessidade de dar resposta a estes casos. Os doentes têm esse direito. A solução para reduzir a taxa de amputação passa pela prevenção. A Podologia tem a capacidade de identificar, de diagnosticar e de prevenir as complicações do pé diabético, desde a infeção até à amputação. É preciso que se implementem mais consultas de Podologia, sobretudo, nos Cuidados de Saúde Primários”, afirma Manuel Portela, presidente da APP.

 

De acordo com Manuel Portela, com a realização das V Jornadas do Pé Diabético, a APP pretende fazer uma análise e promover a discussão acerca das consultas existentes no SNS. “Existem cerca de 15 unidade com consultas de Podologia, algumas com mais de 15 anos de existência. Modelos a replicar, uma vez que se tem verificado uma redução das amputações. É importante implementar estes modelos nos cuidados de saúde primários, que estão mais próximos da população, em termos de identificação e diagnóstico”, indica.

 

A iniciativa vai, ainda, contar com a participação de especialistas de várias áreas, como Medicina Interna, para abordar assuntos relacionados com o controlo da infeção, sinais e sintomas do pé diabético; Angiologia e Cirurgia Vascular, uma necessidade, sobretudo, quando são identificados problemas de isquemia; entre outras áreas, como por exemplo o tratamento de feridas e de úlceras, com diferentes metodologias, e, ainda, o tipo de calçado mais indicado para a pessoa com diabetes.

 

As inscrições para as V Jornadas do Pé Diabético são obrigatórias e podem ser efetuadas através do email info@appodologia.com.

 

O Pé Diabético é visto como a principal causa de amputação da extremidade inferior, sendo também a principal causa de internamento da pessoa com diabetes. Mais do que uma complicação da diabetes, deve ser considerado como uma condição clínica complexa. É caracterizado pelo desenvolvimento da perda de sensibilidade nos pés, presença de feridas complexas, deformidades, limitação de movimento articular, infeções, amputações, entre outras.

Share